Como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas [Passo a Passo].

Como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas [Passo a Passo].
5 (100%) 3 votes

como ser um bom detetive em casos de pessoas drogadas

 

Neste artigo você saberá como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas. Os maiores dramas de nossa sociedade estão em volto das drogas. Infelizmente, em nossos dias, as pessoas de esquecem de Deus e parece encontrar saída somente nas drogas.

Elas se sujeitam a este caminho e depois que entram para este mundo sombrio transforma a vida dos que os amam e a partir deste momento a vida de todos vira pelo avesso. As consequências dos entram para este caminho pode ser irremediáveis. A contratação de Detetive Particular acontece, normalmente, após um longo tempo em que a pessoa está mergulhada nessa lama.

Os familiares buscam informações mais precisas em relação ao que está acontecendo, os lugares onde o familiar frequenta, as amizades, as mentiras proferidas, enfim tudo o que aquela pessoa estiver vivendo. Veja agora o passo a passo para uma dúvida que é muito frequente neste ramo: “Como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas”

Este artigo é Exclusivo, para você ler todo o seu conteúdo, clique no botão abaixo.

[sociallocker id=821]

Como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas, 6 passos:

1º Passo- No momento em que o Detetive é chamado, o familiar expõe a situação e o drama que está vivendo. Nosso objetivo, neste momento, é obter o maior número de informação em relação às amizades, aos horários que a pessoa costuma sair, se está fazendo algum curso, se recebe muitos telefonemas, se tem algum relacionamento, enfim toda a informação possível vem a calhar, pois em cada momento da investigação o Detetive pode precisar destes dados.

2º Passo- Fazer campanas e observar horários e locais em que o investigado se movimenta. As pessoas viciadas não ficam muito tempo sem drogas e logo os primeiros registros não demoram a acontecer.

3º Passo- O Detetive deve obter o máximo de informações e de registros, fotográficos e filmagens, onde possa mostrar claramente o consumo de drogas. Isso é importante por que os viciados costumam negar com veemência tal ato e se não estiver bem documentado, o trabalho do Investigador será posto em cheque.

4º Passo- Informe os familiares tudo o que está acontecendo, inclusive se os locais que a pessoa estiver frequentando forem bocas de fumo, locais ermos, afastados de tudo, ou praças desertas, para que os interessados possam entender e estar cientes de tudo o que acontece com seu familiar, pois estes costumam esconder e mentir com frequência.

5º Passo- Ao concluir o trabalho, reúna todo o material e procure alertar ao contratante o perigo que seu familiar está correndo frequentando aqueles locais.

6º Passo- Lembre-se de um detalhe: muitos dos que contratam costumam colocar panos quentes sobre a situação, ou seja, amenizam o problema, não sabem a que perigo o familiar está correndo ou não querem enxergar a realidade dos fatos. O Detetive Particular de emitir um relatório detalhado com todos os passos da pessoa investigada e é neste momento que boas fotos e filmagens complementam bem o caso.

Veja que insisti em obter a maior quantidade de informação da pessoa a ser investigada na hora da contratação e numa boa comprovação dos fatos. Isto é muito importante, pois poderá acontecer que alguns familiares só irão acreditar se realmente houver provas contundentes que não dão margem para dúvidas.

Relembro um caso de um jovem que abandonou os estudos e vivia a maior parte do tempo em seu quarto e saídas de carro. Este comentava em casa, que namorava uma menina de uma cidade vizinha. Dispomos de umas duas semanas ao encalço do rapaz.

Suas saídas se resumiam em idas a uma vila, onde buscava drogas e levava um dos traficantes a vários locais da cidade. Inclusive, uma noite soubemos, por um informante, que realizaram um furto de produtos em uma residência.

Durante o período de acompanhamentos e registros, ele não se dirigiu à cidade que mencionara ter uma namorada, no entanto, no último dia de investigação ele parou o carro numa rua e entrou por uma viela e lá permaneceu toda a noite, saindo pela manhã, tranquilizei os familiares, pois conhecia o local e ao lado de onde ele ingressou eu possuía um informante de minha confiança.

Na manhã seguinte falei com o informante e perguntei sobre o rapaz que passara a noite ali. Recebi dele a seguinte informação: este rapaz aparece eventualmente e passa a noite com uma moça que é minha inquilina na casa dos fundos, ela é natural de uma cidade vizinha, (citou exatamente a cidade que o rapaz disse ter uma namorada) mas lamentavelmente é uma pessoa drogada e um tanto perdida.

Pra encerrar, o rapaz dizia que ia todos os dias na namorada, mas suas idas eram ao traficante e apenas uma vez esteve com a menina que também era viciada.

Com isso tudo quis mostrar a você que gosta das histórias de Detetive Particular, a importância de colher o máximo de informação na hora da contratação dos serviços, ela, com certeza, serão de muita utilidade e valia durante todo o trabalho a ser desenvolvido, permitindo levar ao cliente um trabalho de total qualidade.

Se você tiver alguma dúvida em relação a como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas, deixe a sua dúvida no final da página, na parte de comentários, estaremos respondendo a sua dúvida o mais rápido possível.

 

Outros artigos relacionado a como ser um bom Detetive em casos de pessoas drogadas:

Como ser um Detetive Particular de destaque em localização de pessoas: http://detetivecit.com.br/como-ser-um-detetive-particular-de-destaque/

[/sociallocker]

 

assinatura é esta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *